SÚMULA DA REUNIÃO DO CONSELHO CÁRMICO DE 31.12.2010

SUMULA DO CONSELHO CÁRMICO

Reunião realizada dia 31.12.2010, trasmitida por Sanat Kumara à Elisangelis, em 02.01.11, às 6h40 (Brasília)


Às 6h40 aproximadamente fui tomada por forte energia que dominou o chakra coronário, sem qualquer possibilidade de rejeição, eis que por alguns instantes até duvidasse que eu respirava (suponho que tenha havido um reduzido ritmo cardíaco), sem impressionismo, mais precisava passar uma idéia do que se trata esse trabalho, espero humildemente ter servido fielmente aos propósitos do amado Ancião dos Dias – Sanat Kumara.
Gratidão pela confiança.

(Elisangelis)


Estamos presentes, Sananda,  Mestra Nada,  Mãe Maria,  Lanto,

Joanna de Angelis,  Ramatis,  Seraphis Bey,  Elohin Cyclope, Saint

Germain,  Mestre Kuthumi,  Francisco Cândido Xavier,  Pai Benedito de Aruanda,  Cacique Pena Branca,  Cacique Xavante,  Mestra Rowena,  Dr. Bezerra de Menezes,  Akhenaton,  Federação Galáctica e Intergaláctica,  Ismael, Navarana,  Arcanjos Jofiel,  Miguel e Gabriel,  Vó Benedita do Cruzeiro das Almas,  Sidarta Gautama e Comandante Ashtar Sheran, bem como o auditório encontrava-se repleto dos tutores que obtiveram autorização dos Mestres aos quais estavam subordinados a virem trazer as petições dos grupos humanos sob sua responsabilidade, totalizando o número preciso de 9.999 tutores, cada qual responsável por grupos de 777 pessoas, em média.

Dentre os quais apenas 10% foram apreciados durante a sessão, pois o trabalho não se resume ao conclave propriamente, resulta de aproximadamente mais de 180 dias de estudo e avaliação, pois a cada Conselho, apenas parte é avaliada, porquanto muitos se encontram desenvolvendo as programações de maneira linear, não requerendo, portanto, nenhuma necessidade de reavaliação.

Continuar lendo

O Sonho de um Comandante Estelar

O Sonho de um Comandante Estelar

A nave cortava os céus em mais uma expedição do Comando Estelar. O Comando das Frotas que faziam voluntariamente o serviço de harmonização entre todos os planetas de todos os sistemas solares da Grande Confederação Intergaláctica avistou muito longe uma pequena esfera azul. Fechou os olhos e buscou dentro de si a sintonia das vibrações daquele pequeno planeta.

Soube assim que sentiu, ser o Planeta Terra, a pequena menina dos olhos de Sanat Kumara, que vibrava e buscava galgar a sua ascensão, mas que lutava bravamente contra as formas pensamento dos seus filhos a quem ela amorosamente dava abrigo. De olhos ainda fechados, o Comandante viu uma estrela dourada que velozmente passou pela nave e mais velozmente ainda circundou várias vezes o planeta Terra e foi alojar-se na Constelação de Orion. O âmago da estrela pulsou tanto que a sua luz brilhou, brilhou até explodir num grande clarão que rasgou os véus da 5a. dimensão.

O comandante intergaláctico imaginou estar sonhando quando desse Portal aberto, milhares de seres de Luz saíam e penetravam Gaia. A sensação do sonho era tão sublime que o comandante acionou todas as frotas para participarem do seu sonho, já que para eles sonho era realidade e quis muito naquele momento estar com os homens que pensavam que a realidade era um sonho.
Continuar lendo