Planeta Prisão – Parte 1 de 2

– ESCRAVIDÃO, a abolição falsa, o homem moderno mais escravo que na antiguidade
– URBANISMO, construindo o planeta prisão, levantando cercas para sua jaula, vivendo na condição pior que um prisioneiro
– MERCANTILISMO, A falsa felicidade materialista, das sempre novas necessidades inventadas pelo sistema
– ALIMENTAÇÃO, a falsa abundância não esconde a degradação e falsificação sistemática da comida, nem a fome dos excluídos, nem os maus tratos àos animais quando vivos
– MEIO AMBIENTE, os que poluem e destroem o planeta, são os mesmos que se apresentam na mídia como salvadores do mundo, culpando a população e pedindo mudanças hipócritas de hábitos
– TRABALHO, atividades alienantes que nos são apresentadas como salvação, às quais agradecemos pressionados pelo desemprego. O escravo vale menos que uma máquina, e será trocado como uma, caso apresentar problemas.
– FÉRIAS, atividades de dispersão para o escravo esquecer da realidade
– MEDICINA, a condição de escravo é uma doença para a qual jamais haverá remédio
– GENÉTICA, a decodificação do genoma humano visa aumentar o controle sobre os escravos, e com patenteamento de genes, nem os seus corpos lhes pertence mais
– OBEDIÊNCIA, cega e absoluta ao sistema, o escravo se sente desorientado sem o sistema que o criou
– MEDO, justificamos nossa covardia, com discursos cheios de humanismo moralizador, defendendo os mesmos valores que o sistema ensinou, MAS, os sistema nunca vacila em usar a violência para garantir sua hegemonia.