Encontro Cósmico – sábado 2/Jul – 17h

Saudações amigos,

Neste próximo sábado, 2 de julho, às 17h de Brasília, faremos o nosso próximo Encontro Cósmico.

Ficamos algum tempo sem esses encontros, mas agora estamos de volta, com o projeto remodelado, atualizado e com um suporte energético bem maior.

Diferente das últimas vezes, onde cada um precisava tentar acessar a energia do encontro, este agora será transmitido ao vivo por mim, através deste site.

Neste encontro não há um foco específico do que irá acontecer ou o que será trabalhado. A energia é formada por todos nós e, é por isso que, somente na hora poderemos saber o que vai acontecer, e isso é com as esferas superiores.

Para quem nunca participou ou está conhecendo o trabalho agora, os Encontros Cósmicos são meditações ativas com o ancoramento energético do Projeto Conexão Estelar, com toda a nossa equipe, física e espiritual.

Estes encontros promovem grandes expansões de consciência, limpeza, purificação e aproximação das egrégoras espirituais de cada um. Outras pessoas também comentam sobre melhora e facilidade nos processos de cura.

Para este encontro não há inscrições, custos ou pré-requisitos. Apenas acesse o site no dia e horário agendado, com alguns minutos de antecedência.

É uma grande honra estar com vocês!

Luz no Caminho,

Bruno Borges

Observando tudo de cima – por Quanntarr

Observando tudo de cima

Tem dias que sentimos que precisamos mudar algo. Embora inicialmente sem explicação, sentimos que alguma coisa não está no lugar, e é necessário encaixar alguma peça.

Nesses momentos, como de costume, chamo pelos seres de Luz, que com sua amorosidade e serenidade, nos acalmam e nos orientam em nosso caminho.

Num desses momentos, senti a energia do Quanntarr me envolver e, como se me elevasse, me vi em outra realidade. Cercado pelas estrelas, abraçando o Cosmos, na infinita Paz e tranquilidade universal. O Comandante Quanntarr aparecia ao meu lado e, me trazia alguma reflexão:

– Observando tudo de cima, podemos compreender as coisas que parecem sem sentindo sob uma perspectiva mais elevada. Olhe lá pra baixo e veja tantas pessoas vivendo de forma isolada, em suas casas, em seus lares, mas com as mesmas dúvidas, anseios e aflições. Sem saber o dia de amanhã, acabam instabilizando um futuro mais próspero e Uno.

Eu olhava pra baixo e via nossas cidades, a maior parte delas, extremamente cheias, saturadas, sem espaço para a Luz fluir decentemente. Entendia que muitas vezes, isso me abafava, como se não conseguisse respirar direito. Entretanto, por alguma razão, meu lugar ainda era ali.

E o Quanntarr continuou:
Continuar lendo