Provas forenses demonstram que Bactéria E.COLI foi criada por bioengenharia

Provas forenses demonstram que Bactéria E.COLI foi criada por bioengenharia para produzir mortes humanas em escala epidêmica.

 

Por Mike Adams, a Ranger Saúde, Editor NaturalNews 

 

FONTE: http://www.naturalnews.com/032622_ecoli_bioengineering.html   


Tradução: lhas3126@gmail.com

 

(NaturalNews): Mesmo que o jogo da culpa ainda está em andamento em toda a União Européia, onde uma cepa de super bactéria E.COLI resistente está contaminando e enchendo os hospitais na Alemanha, praticamente ninguém está falando sobre como esta bactéria E.COLI  poderia ter magicamente se tornado resistente a oito classes diferentes de antibióticos e de repente simplesmente aparecer no fornecimento de alimentos. 


Esta variação em particular é um membro da corrente O104, e as cepas da corrente O104  quase nunca são (normalmente) resistentes aos antibióticos. No sentido de que para adquirir esta resistência aos antibióticos, elas devem ser repetidamente expostas aos mesmos antibióticos, a fim de fornecer a “pressão de mutação”, que as conduz em direção a imunidade completa das drogas. 


Então, se você está curioso sobre as origens de tal estirpe, você pode essencialmente fazer a engenharia reversa do código genético da E.COLI e determinar com bastante precisão quais os antibióticos a que foi exposto durante seu desenvolvimento. Esta etapa da análise já foi feita (veja abaixo), e quando você olha para a decodificação genética desta linhagem O104 agora ameaçando os consumidores de alimentos (naturais) em toda a UE, um ’’retrato fascinante’’ emerge de como ela deve ter vindo à existência.

 

O código genético da Cepa revela a história:


Quando os cientistas na Alemanha do Robert Koch Institute  decodificaram a composição genética da cepa O104, eles descobriram que ela seria resistente a todas as seguintes classes e combinações de antibióticos: 

• penicilinas 

• tetraciclina 

• ácido nalidíxico 

• trimetoprim-sulfametoxazol 

• cefalosporinas 

• amoxicilina / ácido clavulânico 

• piperacilina-sulbactam   

• piperacilina-tazobactam 


Além disso, esta cepa O104 possui uma capacidade de produzir enzimas especiais que lhe dão o que poderia ser chamado de “bactérias com superpoderes” conhecidas tecnicamente como ESBLs : “Extended Spectrum-beta-lactamases’’ (ESBLs) que são enzimas que podem ser produzidos por bactérias tornando-as resistentes às cefalosporinas por exemplo, cefuroxima, cefotaxima e ceftazidima – que são os antibióticos comumente mais utilizados em muitos hospitais “, explica a Health Protection Agency do Reino Unido http://www.hpa.org.uk/ Tópicos / Infect … .)  

 
Continuar lendo