O Sonho de um Comandante Estelar

O Sonho de um Comandante Estelar

A nave cortava os céus em mais uma expedição do Comando Estelar. O Comando das Frotas que faziam voluntariamente o serviço de harmonização entre todos os planetas de todos os sistemas solares da Grande Confederação Intergaláctica avistou muito longe uma pequena esfera azul. Fechou os olhos e buscou dentro de si a sintonia das vibrações daquele pequeno planeta.

Soube assim que sentiu, ser o Planeta Terra, a pequena menina dos olhos de Sanat Kumara, que vibrava e buscava galgar a sua ascensão, mas que lutava bravamente contra as formas pensamento dos seus filhos a quem ela amorosamente dava abrigo. De olhos ainda fechados, o Comandante viu uma estrela dourada que velozmente passou pela nave e mais velozmente ainda circundou várias vezes o planeta Terra e foi alojar-se na Constelação de Orion. O âmago da estrela pulsou tanto que a sua luz brilhou, brilhou até explodir num grande clarão que rasgou os véus da 5a. dimensão.

O comandante intergaláctico imaginou estar sonhando quando desse Portal aberto, milhares de seres de Luz saíam e penetravam Gaia. A sensação do sonho era tão sublime que o comandante acionou todas as frotas para participarem do seu sonho, já que para eles sonho era realidade e quis muito naquele momento estar com os homens que pensavam que a realidade era um sonho.
Continuar lendo