Invenção de estudante brasileiro substitui antibiótico por Luz

O emissor de luz criado pelo pernambucano Caio Guimarães é capaz de matar até as bactérias mais resistentes

Ao invés de antibióticos que agridem o estômago, luzes capaz de trata infecções. Essa foi a ideia desenvolvida pelo estudante pernambucano Caio Guimarães, que durante um estágio no Wellman Center, laboratório de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), desenvolveu a tecnologia capaz de tratar infecções através da irradiação de luz nos tecidos humanos.
Em uma frequência que mata até mesmo as bactérias mais resistentes, os equipamentos são capazes de eliminar a infecção em cerca de uma hora. Bem mais eficiente que os antibióticos que existem no mercado farmacêutico, o mecanismo já foi testado em uma pesquisa patrocinada pelo exército norte-americano para eliminar uma bactéria encontrada em ferimentos de soldados que foram ao Iraque.
Como uma lanterna portátil, o equipamento conta com lâmpadas de led calibradas para irradiar uma frequência exata de luz, que é visível a olho humano e não tem efeitos colaterais. Uma microagulha guiar a luz da fonte para dentro dos tecidos humanos, atingindo até mesmo áreas mais profundas. Em fevereiro de 2015, o trabalho será apresentado no Photonics West, em São Francisco, na Califórnia.
Veja abaixo o vídeo produzido pelo Diário de Pernambuco:

Fonte: http://asboasnovas.com/tecnologia/invencao-de-estudante-brasileiro-substitui-antibiotico-por-luz

Fonte:

Militar diz que defendeu humanos em Marte por 17 anos

martenasarepro

Ex-oficial teria se aposentado após 20 anos em uma cerimônia na Lua na qual estavam presentes pessoas muito importantes

Um ex-oficial da Marinha dos Estados Unidos afirma ter passado 17 anos de sua carreira em Marte para proteger cinco colônias humanas de “marcianos”. Segundo o militar da infantaria naval, sob pseudônimo Capitão Kaye, existe uma missão espacial internacional chamada “Earth Defense Force” (Força de Defesa da Terra, em tradução livre) com recrutas chineses, americanos e russos. As informações são do The Mirror.

Capitão Kaye contou que os militares da suposta missão secreta recebem treinamento para voar em pelo menos três diferentes naves, além de aprenderem a lutar e bombardear. O militar aposentado afirmou à ExoNews TV que tais treinamentos acontecem em uma base lunar chamada Lunar Operations Command.

Segundo a publicação, o ex-oficial teria se aposentado após 20 anos servindo os Estados Unidos em uma cerimônia na Lua na qual estavam presente pessoas muito importantes, incluindo o ex-Secretário de Defesa dos Estados Unidos, Donald Rumsfeld.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/espaco/eua-militar-diz-que-defendeu-humanos-em-marte-por-17-anos,a783a5a3bca0a410VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html