Mensagem de Murielh através de Trigueirinho. Sobre os momentos atuais.

“Murielh diz o seguinte:
Em um espírito único de proteção e fé, saudamos os que buscam e trazemos o alerta dos novos tempos. Que tudo seja libertado. É preciso agir já para já. Agora por agora. Para que o Plano se cumpra. Quando lhes é dada a instrução, a melhor forma de colocá-la em prática é ir além dos seus pontos de resistência a essa instrução. Não estar como mero expectador mas como participante ativo da resolução material dos fatos, para que o Sublime transpareça.

Não será mais possível reconhecer este planeta. Não haverá pedra sobre pedra desta antiga civilização. O que se espera dos servidores é um pouco mais de tato no cumprimento das suas ações, um pouco mais de percepção da realidade. Por que em outros planos as transformações não cessam, e elas prosseguem, e nos planos mais densos sente-se esse movimento em parte, só em parte, e é preciso agir sem demora.

Algumas atitudes para estes tempos, para este novo ciclo que inicia:
Primeiro, é preciso durante os momentos de oração, em que seres consagrados estejam reunidos, que se crie uma certa condição que transcenda este plano de realidade. É preciso que capas que separam os planos de consciência sejam retiradas, para que se encontre um local seguro para onde se voltar a qualquer momento. Na transição da Terra não há nenhum lugar seguro sobre o planeta. O lugar seguro é num determinado plano de Consciência, que não é este onde você está. E o lugar seguro é aquele plano, nível, ou ponto onde nós podemos nos encontrar a qualquer momento, se já o tivermos criado. No plano físico nenhum lugar será seguro.

Sobre os centros planetários, será investida muita energia dissossiativa e não será na superfície o local de segurança para as almas servidoras do Plano.

[Porque você tem que orar até chegar a transcender o plano que você está, pois é isso que será preciso.]

Esse local seguro é interno. Está nos planos suprafísicos, e precisam ser conhecidos por todos aqueles que se doam para neste momento trabalhar  pela elevação do planeta. Este local interno não necessita de apresentações e nem é conhecido por excursões grupais.

Esse local é acessado quando o Ser se coliga verdadeiramente com os seus planos internos, e com a correta e pura intenção do seu próprio Ser.
Não é local para os que temem, para os que buscam a própria salvação, ou para os que ambicionam.

Esses lugares seguros estão com as portas abertas, e agora, mais do que nunca, para os seres que no ato de servir a humanidade deixam-se levar pela voz de Deus, sem buscar recompensas, sem buscar consolos e sem buscar justificativas.

[Como é um momento decisivo este, não importa que a gente nunca pensou nisto, e não importa que a gente reconheça que nunca fez isto. Estavamos enganados em buscar segurança aqui. Agora você precisa fazer o seu trabalho que está ao alcance de nós todos — não pede trabalhos complicados não –, está ao alcance de nós todos orar. E a oração dá esta porta, a oração dá esta chave. E se a oração é realmente feita, ela te coloca nesse plano aonde você tem que estar, e ali é o seu lugar seguro.]

Em obediência ao comando maior deste Universo, as portas se abrem, e podemos compartilhar dessa Realidade. E isso não será opcional, assim como uma experiência terrestre, estar dentro dos retiros em sua parte não física nos próprios momentos será essencial [aos seres que seguirão servindo neste planeta].

A partir deste ciclo que se inicia alguns bueiros serão abertos, e um odor fétido tomará todo o planeta. Todos os seres serão colocados em prova, e muitos cairão. É preciso permanecer firme, ajudar a resgatar o que deve ser resgatado. Isso será mostrado com clareza, mas é preciso estar de olhos abertos e saber obedecer.

Não são tempos de crescimento, mas tempos de provas, onde o resultado de encarnações serão revisados após estes ciclos. Isto significa que as oportunidades de crescimento neste momento seguem outras leis, e contam com a ousadia dos que sabem que nada possuem neste mundo.

[Aqui aquele voto de desapego que tem que estar vivido. Porque se você tem na sua consciência que possui algo neste mundo ou deste mundo, você não vai crescer naqueles momentos. O crescimento vai seguir outras Leis. E ele dá a chave, não precisa explicação muito filosófica, profunda e complicada. Você nada deve ter neste mundo. Pronto. Isso é em todos os níveis, em todos os planos.]

Os que tentarem se resguardar para continuar servindo à propria maneira, estarão fora dos retiros, dos locais de proteção, e contarão apenas com a própria capacidade de se desvencilhar das formas obtusas. Esses seres, neste momento, ainda podem ser avisados, e podem dar passos em direção ao desconhecido. Nós temos que dar passos em direção ao desconhecido, para que se deixem levar por obediência ao seu próprio mundo interior.

Esse é o momento da escolha, e não haverá outro.

[Agora uma mente de hoje pode perguntar: mas só 400 pessoas vão saber dessas coisas? E o resto do mundo? O resto do mundo está recebendo em outros planos. Está recebendo isso em nível da Alma. Está recebendo isso em nível da Mônada. Está recebendo isso nos planos internos. E se Deus quiser isso estará fluindo e eles estarão aprendendo… Sabe o que foi dito? Que quando chegasse no final deste ciclo todos já teriam sido avisados. Todos são TODOS hein!? É que tem gente que já foi avisada mas nem escutou…]

Neste cliclo que se inicia a Humanidade será provada em vários graus. Os que levam a tocha da vida consagrada devem cuidar principalmente do seu trânsito entre as várias dimensões, para que não sejam aprisionados em estágios intermediários, nem tão densos, nem tão sutis. Estados em que a ilusão levam a crer que está tudo bem e sob controle. [O que que pode estar sob controle? Quando eu achar que eu estou sob controle eu estou completamente iludido. A partir destes momentos as Leis são outras.]

Estas são as ilusões destes tempos. Pois nada está como deve estar, tudo está por fazer e não há controle, pois a onda é maior do que as cidades. A onda vai além da mente e transcende os frágeis estados humanos de personalidade.

[Se nós conseguissemos, depois de ouvir isso, nos sentirmos suspensos no ar seria uma forma. Mas se você se sente suspenso no ar e procura onde por o pé, perdeu o exercício. É disso que se trata: ficar suspenso no ar, e a fé.]

Estar só nestes momentos é como estar vulnerável. Estar reunido a Almas fortes e servidoras é fundamental. Saber não incluir o que não deve ser incluido e não excluir o que não deve excluir. Os lobos estarão vestidos de ovelha. E as ovelhas estarão transfiguradas pela dureza da vida. Mas são ovelhas que devem voltar para o rebanho. É preciso reconhecer, e por isso o contato interno é de vital importância. O que é passado já não importa. Os verdadeiros servidores destes tempos transcenderão o próprio passado e ousarão ser aquilo que sempre foram. O júbilo destes tempos está na obediência à Lei Maior. Esta se apresentará como pequenas leis, como raio materiais que levam ao imaterial.

Os que pararem neste momento serão engolidos. Caminhem, caminhem! Estamos unidos!

Estes não são tempos para se pensar e nem refletir. São tempos para se agir de acordo com a Vontade Maior sem medir consequências e sem ter freios para o que vem como potente energia de auxílio do Alto. Qualquer limitação que você coloque nesse processo irá freiar a energia que vem do Alto. [Então somos nós mesmos que podemos criar os freios para a Energia que desce do Alto. Porque desce do Alto para todos, para a Terra toda.]

Estejam prontos para recebê-la, e transformem-se, transfigurem-se. Vistam seus verdadeiros rostos neste momento final, para que nenhuma possibilidade seja desperdiçada e em júbilo nos encontraremos no Cosmos, para prosseguir a Viagem.

Em irmandade estamos, os que seguem e recebem a Graça.
Paz para estes tempos,
Murielh

Colaboração: Daniel Caixão

Anúncios

2 comentários em “Mensagem de Murielh através de Trigueirinho. Sobre os momentos atuais.

  1. Olá, gostaria de esclarecer uma dúvida, o desapego à coisas materiais eu compreendo, e ate que tenho me esforçado em não me apegar a nada material, viver no mundo, mas não pertencer ao mundo, tentando anular o meu ego. Mas quanto aos laços familiares? Sou muito apegada aos meus dois filhos: Pablo e Rodrigo de 11 e 13 anos. Sei que a evolução é individual e muito pouco posso fazer por eles, pois cada um tem a sua história, me diga como devo agir, pois o amor que sinto é tão grande que renunciaria à tudo, daria a vida para não vê-los sofrer. Gostaria de uma orientação. Muito obrigada e que Deus os iluminen sempre mais!

    • Olá,

      Você mesmo respondeu que é apegada na sua frase.

      Apego não tem correlação alguma com amor.

      Apego está associado ao controle sob outras pessoas, muitas das vezes infringindo as liberdades individuais de cada indivíduo e dificultando a felicidade de cada um.

      Voce pode fazer muito por eles, ensinando eles a caminhar e viver, mas não vivendo por eles nem controlando seus passos.

      Impedir uma pessoa de sofrer, além de ser uma ilusão, é impedir que ela cresça por conta própria, é atrapalhar o aprendizado dela além de bloquear a capacidade dela de refletir, tomar decisões, superar as dores e VENCER.

      Quer que seus filhos vençam? Deixe-os viver.

      Unidade em Luz,

      Alryom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s